Voltar

Sul do Pará: 474 candidatos sacaram auxílio emergencial irregularmente

Na região sudeste, figuram alguns nomes

Data: 12/11/2020
Foto: Reprodução

                    O ministro Bruno Dantas, do Tribunal de Contas da União (TCU), tornou pública uma lista com 10.724 candidatos a vereador, prefeito e vice-prefeito que, sem perfil adequado, sacaram valores do auxílio emergencial, do Governo Federal. No Pará, 474 candidatos foram mencionados. Na região sudeste, figuram alguns nomes de candidatos de Ourilândia do Norte, São Félix do Xingu e Tucumã. Do total de candidatos suspeitos, 1.320 têm patrimônio declarado superior a R$ 1 milhão e foram agraciados com o benefício. O auxílio deveria ser apenas para pessoas pobres e desempregadas, passando necessidades devido à pandemia de covid-19. Em Ourilândia foram flagrados, sendo quatro com patrimônio declarado superior a R$ 1 milhão. Em São Félix, foram 22 candidatos, com quatro deles com patrimônio de mais de R$ 1 milhão. Em Tucumã, oito pessoas também candidatos, todos com patrimônios inferiores a R$ 1 milhão, mas sem perfil para receber o auxílio. Dantas explica que a lista, não necessariamente, já culpabiliza candidatos, mas abre suspeitas que devem ser investigadas pela Justiça Eleitoral. Ele observa, que podem ter ocorrido erros na hora de declarar o patrimônio e podem ter ocorrido fraudes, por terceiros, para obtenção dos auxílios.

 




Por: Folha de Carajás

jornal@folhadecarajas.com


Comentários

Deixe seu comentário