Voltar

Pará reforça investimentos para beneficiamento do abacaxi no Sul do Pará

No ranking nacional, o Pará aparece em primeiro lugar na produção

Data: 11/06/2022
Foto: Arquivo

Para fortalecer a produção do abacaxi no Pará e proporcionar maior rentabilidade ao produtor, o Governo do Estado desenvolve ações de beneficiamento da fruta, sobretudo, no município de Floresta do Araguaia, localizado na Região de Integração do Araguaia, que é responsável por 74% do fruto plantado em solo paraense. No ranking nacional, o Pará aparece em primeiro lugar na produção, com quase 20% do cultivo nacional. Entre as estratégias de fortalecimento, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater-Pa) atua no município com a emissão da Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar – Pronaf (DAP), que identifica os agricultores familiares e possibilita a solicitação de crédito rural junto ao banco conveniado para o investimento na produção. A Emater registra no município a emissão, em média, de 90 DAP por ano. “A liberação de crédito ajuda no financiamento do plantio, que é muito caro. A mão-de-obra do cultivo, assim como a compra de insumos, adubos, têm um custo muito elevado. Para plantar abacaxi, em média, um hectare custa cerca de 18 mil reais. Se os produtores não tiverem ajuda de um financiamento, fica muito difícil. O nosso papel é fundamental para fortalecer esse trabalho. Anualmente, em média, cerca de 5 milhões de reais são liberados, beneficiando cerca de 70 produtores locais”, explica Richard Castro, técnico no escritório local da Emater em Floresta do Araguaia, que ao longo de 10 anos atuando na área, já atendeu mais de 1.000 agricultores familiares pela Empresa. Como parte do projeto, 20 alunos receberam o certificado do programa de profissionalização “Qualifica Pará”, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster). Os concluintes do curso de manipulação e beneficiamento de frutas participaram da certificação durante o 27º Festival do Abacaxi de Floresta do Araguaia. Em 2022, a Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap) repassou, via convênio com a prefeitura de Floresta do Araguaia, o valor de R$ 595.100,00 para a tradicional festividade do município.Luzia da Silva Borba foi uma das participantes do curso e se considera qualificada para o mercado de trabalho. “Foi bom porque usamos a fruta local, fizemos licor, geleia, tudo que tem do abacaxi a gente tentou fazer”, lembra.  De acordo com Geraldo Tavares, coordenador de fruticultura da Sedap, em 2021, a pasta repassou 250 mil reais via convênio para a prefeitura de Floresta do Araguaia realizar a licitação e compra do equipamento para a agroindústria da Cooperativa dos Agricultores de São Francisco (Cooasafra), onde funciona uma agroindústria que atende centenas de agricultores do município.  A cooperativa recebeu também, segundo o coordenador, financiamento do Crédito do Produtor via Sedeme/Banpará no valor de 635 mil, além da expansão da rede trifásica de energia: 12 km de rede, implantada pelo Governo do Estado, com 550 mil de investimento para atender a agroindústria.

 




Por: G1/PA

flcarajas@hotmail.com


Comentários

Deixe seu comentário